Educação a Distância

A Free Template From Joomlashack

A Free Template From Joomlashack

Nossos Sites

Acesso - Usuário



Redes Sociais

 

Previsão do Tempo


Previsão de Ondas


Publicidade

Banner
Banner
Banner
Educação a Distância

Parcerias

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Importância do Alongamento nas Práticas de Atividades Físicas E-mail

 

Trabalho realizado por:

- Daisy Oliveira Costa
- Filipe Santos Ribeiro
- Kleyton Trindade Santos
- Reinaldo Luz Melo

 

RESUMO

Alongamentos são exercícios voltados para o aumento da flexibilidade muscular, que promovem o estiramento das fibras musculares, fazendo com que elas aumentem o seu comprimento. O alongamento é uma prática fundamental para o bom funcionamento do corpo, proporcionando maior agilidade e elasticidade, além de prevenir lesões. Neste estudo buscamos demonstrar, através de revisão de literatura, os benefícios proporcionados pela utilização do alongamento antes e depois da prática de atividades físicas, elucidando a maneira correta do seu uso, relatando e comentando as experiências obtidas.

 

Palavras-chave: Alongamento, Atividade física, Flexibilidade

 

ABSTRACT

 

Elongation are exercises geared towards increasing muscle flexibility, promoting the stretching of the muscle fibers, so that it will increase its length. The elongation that's a practice fundamental about to the good operation of the body, by delivering major agility & elasticity, in addition to avoid injuries. This study aims to demonstrate through literature review, the benefits provided by the use of stretching before, during and after the practice of physical activities, explain the proper way of its use, reporting and commenting on the experience.

 

Key words: Elongation. Physical activity. Flexibility

 

 

INTRODUÇÃO

 

Alongamento é o conjunto de técnicas utilizadas para se manter ou para se aumentar a amplitude de movimentos, visando obter melhora da flexibilidade através da viabilização de amplitudes de arcos de movimento superiores às originais (DANTAS, 1999). Segundo Gennari aput Carneiro (2002) o alongamento é uma prática fundamental para o bom funcionamento do corpo, proporcionando maior agilidade e elasticidade, além de prevenir lesões, pois causará um aquecimento e relaxamento dos músculos, além de aumentar a flexibilidade que é a capacidade que as articulações detêm de terem uma amplitude de movimento (ADM) para as quais foram projetadas (todas as articulações têm um limite de amplitude).

Existem cinco tipos distintos de alongamentos, são eles: o alongamento passivo, o ativo, o estático, o dinâmico e o balístico. O passivo é realizado com a ajuda de forças externas (companheiros e aparelhos), aumentando a amplitude de movimento lentamente até a moderada tensão do músculo, sendo mais utilizado em casos de reabilitação, enquanto o ativo trata-se de um alongamento voluntário dos músculos. O alongamento estático é aquele que mantém a posição, que pode ou não ser repetida, sendo lento e controlado, proporcionando uma segurança e comodidade técnica do movimento. No dinâmico ao alcançar determinada amplitude, retorna-se a posição inicial, é utilizado em treinamentos mais específicos, alcançando menores picos de tensão. Por fim têm-se o balístico, que é uma seqüência do dinâmico com insistência na amplitude final do movimento, nele têm-se uma inibição do reflexo de estiramento e gera maior possibilidade de lesões além de dificuldade de controle da carga (SILVA ROSSI e MARIANO, 2007).

O alongamento muscular pode promover vários benefícios ao organismo, como por exemplo: prevenção de lesões esportivas, melhora da consciência corporal, diminuição do estresse e das tensões musculares obtidas no decorrer do dia, sensação de bem estar, melhora da circulação sangüínea, auxílio no bom alinhamento postural e até no preparo do organismo para realizar outros tipos de atividades físicas (MORAES,2007). Na prática de atividades físicas o alongamento pode maximizar o desempenho de um atleta em muitos tipos de movimento especializado, de acordo com o esporte que se pratica. Os exercícios de alongamento devem ser parte integrante de qualquer treinamento, tanto na fase de aquecimento como durante o relaxamento. Suaves e harmoniosos, também contribuem para o relaxamento psicológico, além de tornar ainda mais efetivo o treinamento da flexibilidade (FISIOWEB, 2002).

Qualquer pessoa pode aprender a fazer alongamentos. A respiração é fundamental: quando se respira fundo aumenta-se o relaxamento muscular. É a respiração que dá o ritmo ao exercício e por isso deve ser lenta e profunda. Na utilização do alongamento é necessário que sejam respeitados os seus limites, pois um exagero pode causar lesões nos músculos e tendões.Nesse processo, a flexibilidade será adquirida aos poucos, necessitando de regularidade e relaxamento. Os alongamentos conseguem obter resultados positivos por aumentarem a temperatura da musculatura e por produzirem pequenas distensões na camada de tecido conjuntivo que revestem os músculos (GENNARI, 2002).


METODOLOGIA


O presente estudo será apenas de caráter de revisão de literatura, caracterizados pela análise e pela síntese da informação disponibilizada por todos os estudos relevantes publicados sobre um determinado tema, de forma a resumir o corpo de conhecimento existente e levar a concluir sobre o assunto de interesse(Cooper e Hedges,1994) apresentando como fonte principal de consultas de artigos obtidos na Internet (fontes de dados ,scielo, bireme, medline ), apresentando relatos e conclusões a respeitos do tema proposto, a partir de análises de conhecimentos existentes.

 

RESULTADOS

Foi constatado que o principal benefício do alongamento é aumentar a flexibilidade. Segundo o Dr. Fabio Ravaglia, presidente da ONG Ortopedia & Saúde, o principal efeito dos alongamentos é o aumento da flexibilidade. “Quando o músculo é alongado há aumento na movimentação da articulação, que é comandada por esse músculo. Com isso, aumenta a flexibilidade e diminui o risco de lesões”, afirma o ortopedista.

Toseti e Paião apud Achour (1998) cita:

 

“Os exercícios de alongamento podem proporcionar diversos benefícios, sendo capaz de evitar o encurtamento músculos-tendineos , aumentar ou manter a flexibilidade,reduzir os riscos de lesões músculo-articulares, melhorar a coordenação, melhorar as posturas estáticas e dinâmicas, além de melhorar os problemas posturais. Acrescenta ainda que esses exercícios eliminam ou reduzem o incomodo de nódulos musculares; melhoram a circulação sanguínea; evitam a utilização de esforços adicionais no trabalho e no esporte; diminuem o excesso de rigidez e a simetria muscular e ainda reduzem, a tensão muscular antagonista e aproveitam mais economicamente a força dos músculos agonistas.”

 

Segundo Cavini (2008) antes e depois da prática de qualquer atividade física é necessário à realização de exercícios de alongamento, num primeiro momento para preparar a musculatura para o inicio dos exercícios (aquecimento) e num segundo como prevenção de efeitos pós-treino (“esfriamento”) como dores musculares. Ele ainda cita como os principais benefícios, a melhoria da aptidão física, relaxamento mental e físico, aumento da consciência corporal, redução de riscos de lesões no sistema músculo esquelético, aumento da capacidade de contração muscular, redução de dores musculares pós-exercícios, redução de tensão muscular e diminuição de cólicas menstruais. No pós-treino Natalie ( 2007) ratifica como benefícios do alongamento a sua capacidade de evitar compensações e sobrecargas músculo-esquelética tardias, em virtude de um músculo encurtado. Apesar da maioria dos resultados terem se mostrados positivos em relação à prevenção de lesões, Natalie aput Fabianne (2007) mostra que os alongamentos não previnem lesões. Comandada por Stephen Thacker, diretor do CDC (Centro de Controle de Doenças e prevenções), a pesquisa “O impacto do alongamento no risco de lesões esportivas: uma revisão sistemática da literatura” analisou cerca de 350 estudos científicos sobre alongamento e concluiu: “Não há evidências suficientes que apóiem ou suspendam a rotina de exercícios de alongamento pré e pós-corrida com o intuito de prevenir lesões entre atletas amadores e profissionais”.


CONCLUSÃO

Neste artigo foi verificado que o alongamento é uma prática muito importante antes e após a realização de atividades físicas, proporcionando uma melhor condição de vida, pois irá lhe oferecer uma maior flexibilidade inicial que facilitará a realização da atividade, além de evitar dores após a realização da atividade.


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

A importância do alongamento: disponível em URL: http://www.faac.unesp.br/pesquisa/nos/mexa_se/alongamentos/imp_alongamentos.htm : acessado em 28 de novembro de 2008.

A importância dos alongamentos musculares: disponível em URL : http://www.wgate.com.br/conteudo/medicinaesaude/fisioterapia/variedades/alongamento_lais.htm : Acessado em 28 de novembro de 2008.

Alongamento: disponível em URL : http://www.wgate.com.br/conteudo_fisioweb.asp?p=alongamento: Acessado em 28 de novembro de 2008.

Medicina esportiva/ Atividade física: Por que devemos fazer alongamentos antes de depois da prática de atividades físicas? : disponível em URL : http://www.drashirleydecampos.com.br/noticias/23330 : Acessado em 02 de dezembro de 2008.

Alongar é preciso, sim: disponível em URL: http://www.race.com.br/pagina.asp?cod=1856: Acessado em 02 de dezembro de 2008.

SILVA; ROSSI e MARIANO: Fisiologia da Flexibilidade, 2007.

TOSETI e PAIÃO: Monografia: Efeito do aquecimento e do alongamento no teste de carga máxima, 2006.

 

Obs:

- Todo crédito e responsabilidade do conteúdo são de seus autores.
- Publicado em 11/08/2010 sob autorização de www.fisioweb.com.br
 
Educação a Distância
 
Joomla 1.5 Templates by Joomlashack